Velocidade da banda larga no Brasil varia entre extremos

Velocidade da banda larga no Brasil varia entre extremos

Disparidade entre cidades mostra demanda reprimida por internet de qualidade num país que a média de velocidade é 3 Mbps.

Moradores de 406 cidades brasileiras acessam a internet com uma velocidade inferior à oferecida na Líbia (país em constante conflito), e na outra ponta, a maioria dos habitantes de 456 municípios navegam na web com velocidade similar à de países como Finlândia, Suíça e Japão.

Segundo dados divulgados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), a velocidade média da internet no Brasil gira em torno de 3 Mbps, o que faz o país ocupar a 89ª taxa de download mais rápida do mundo, atrás de países como Iraque, Kwait e Sri Lanka. A Coreia do Sul, para se ter uma ideia, ocupa o primeiro lugar no ranking, com uma velocidade média de 22,2 Mbps.

Porém, os dados do Brasil escondem uma disparidade ainda maior entre os municípios. São cinco tipos de faixa de classificação da Anatel (0 a 512 Kbps, 512 Kbps a 2 Mbps, 2 Mbps a 12 Mbps, 12 Mbps a 34 Mbps e acima de 34 Mbps). São Paulo, por exemplo, tem 47% dos acesso na faixa de 2 a 12 Mbps.

Mas em 406 cidades o maior percentual das conexões ainda se encontra na faixa de até 512 Kbps. Esses municípios que se encontram na região Norte e no interior dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, navegam a velocidades comparada com a Líbia.

Essa cidades com pouca qualidade na internet tem características semelhantes, estão próximas a fronteira, são rurais, e com baixa densidade populacional. Cidades com mais de 1 milhão de habitantes, atraem o investimento de provedores de acesso.

Na outra ponta da velocidade de internet, estão 456 cidades onde a maioria dos moradores conta com uma velocidade superior a 12 Mbps, sendo que 95% delas estão no estado de São Paulo. Mas a cidade top do Brasil é Vinhedo (SP), a única cidade do país que tem como faixa predominante de acesso mais de 34 Mbps.

De acordo com os dados da Anatel, 3.971 cidades têm como faixa predominante de velocidade aquela que vai de 512 Kbps a 2 Mbps. Há ainda 733 cidades cuja maioria da população acessa a internet com uma velocidade que varia de 2 Mbps a 12 Mbps. Mas a realidade brasileira mostra que mesmo após 20 anos de internet, ainda três municípios (Balneário Rincão-SC, Mojuí dos Campos-PA e Pinto Bandeira-RS) não contam com nenhum ponto de acesso de banda larga fixa.

Banda Larga no Brasil

O mercado de internet no Brasil possui atualmente 24,3 milhões de pontos de acesso de banda larga. Desses, 46,3% estão na faixa de 2Mbps a 12 Mbps.

É um mercado que não para de crescer, as operadoras começaram a investir em novas tecnologias. e no caso da internet móvel, a solução é o 4G. Na banda larga, as operadoras usaram soluções para otimizar o tráfego, como fibra óptica e outros dispositivos. Os anéis metropolitanos de fibra ótica são recursos que garante o funcionamento da internet com menor risco de quedas. Segundo a Anatel, até 2020 todos os municípios do Brasil terão acesso, e o país todo vai ter disponibilidade internet com velocidades próximas a 20 Mbps.”

É uma meta muito ousada para o governo, que pretende avançar com o Plano Banda Larga para Todos, do Ministério das Comunicações, este plano pretende levar internet rápida, com uma velocidade média de 25 Mbps, para 95% da população brasileira.

Para se atingir esse objetivo, ainda há um longo caminho a ser percorrido. Hoje, apenas 4,5% das conexões são por fibra ótica.

O próprio ministério diz que será preciso contar com “forte investimento em infraestrutura de fibra óptica e a operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas”. Afirmam ainda, que isso ainda depende do orçamento disponível para o programa.

A Netsun possui o melhor serviço de Internet Dedicada com velocidades e preços de acordo com as necessidades dos clientes . Solicite orçamento, escreva para a Netsun ou consulte nosso atendente pelo chat online.

2017-06-24T21:06:07+00:00